Pesquisa

Suinicultura

Suinicultura

Através da gestão de várias unidades pecuárias distribuídas geograficamente por todo o território nacional português e através da presença noutros países, nomeadamente Angola e Bulgária, o grupo Euroeste explora cerca de 18.000 porcas reprodutoras, o que representa uma produção estimada de 480.000 suínos por ano.

 

  • Portugal: 16.000 reprodutoras
  • Angola: 720 reprodutoras
  • Bulgária: 1.500 reprodutoras

 

Nas explorações de suínos do grupo Euroeste, a refrigeração e renovação do ar, a manutenção das temperaturas adequadas e a limpeza e desinfeção periódicas são rigorosamente cumpridas, dada a sua importância para o desenvolvimento eficaz e seguro dos animais.

 

Existe, nas explorações de suínos, uma zona dedicada à evacuação e tratamento de resíduos, onde é realizada a separação de resíduos líquidos e sólidos. A componente líquida é tratada, com vista à sua reutilização, através de um sistema de lagoas de decantação, aproveitando-se a porção sólida para a comercialização de fertilizantes orgânicos e organo-minerais.

 

Genética

O grupo Euroeste é responsável por um vasto trabalho de investigação e pesquisa na área da genética animal e da inseminação artificial de suínos que, partindo do estudo aprofundado do aparelho reprodutor, envolve colheita de sémen, deteção de cios e transplante de embriões.

 

Este trabalho de investigação, através da utilização do programa de melhoramento genético PIC, é levado a cabo em Portugal no Núcleo de Seleção do Magoito, encontrando-se igualmente em desenvolvimento em Angola um núcleo genético.

 

Os anos de experiência nesta área permitiram a recolha de informação e conhecimentos essenciais para garantir elevados níveis de eficácia nas inseminações realizadas em todo o efetivo animal do grupo.